header ads

Aprovado na CMCG, projeto assegura recesso remunerado para trabalhadores da Seduc


Foi aprovado pela Câmara Municipal de Campina Grande um projeto de autoria do vereador Rubens Nascimento que altera a Lei Complementar 36/2008, esta que que dispõe sobre o Estatuto e o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do magistério público municipal. A matéria segue agora para sanção do poder executivo.

A propositura, com apenas três parágrafos, tem importante impacto em termos de justiça no tratamento de uma parcela dos trabalhadores da educação municipal na rede pública. 

É que o art. 1º dá nova redação a dois parágrafos da LC 36/2008, o primeiro para garantir "aos docentes em exercício, independentemente do tipo de vínculo funcional, um recesso de 15 dias no mês de julho, sem prejuízo da remuneração".

Já o segundo parágrafo concede aos ocupantes de funções de direção, direção adjunta, bem como do grupo técnico-administrativo de apoio das unidades de ensino fundamental e educação infantil férias coletivas em janeiro e um recesso de 15 dias em junho.

O projeto destaca que as férias de janeiro poderão ser remanejadas de acordo com as necessidades do sistema municipal de ensino e que ficam ressalvadas do recesso coletivo aquelas funções estritamente essenciais e de acordo com os critério de Secretaria de Educação.

"A intenção é fazer justiça e contemplar os docentes que prestam serviço com vínculo precário, temporário, formalizando o recesso de junho com garantia de pagamento, legitimando, inclusive, uma prática cultural informal e contemplando e reconhecendo a dedicação destes trabalhadores”, explicou Rubens.

Postagem Anterior Próxima Postagem