header ads

Na parede: Falas de Efraim e Adriano expõem liderança frágil de João


À imprensa, o deputado federal e pré-candidato ao Senado Efraim Filho, da União Brasil, deixou claro que nem sequer considera qualquer outra tese, que não seja concorrer à Câmara Alta do Congresso.

Sem arrodeio, o parlamentar afirmou que vai ser candidato a senador e, se não tiver espaço no grupo do governador João Azevêdo, concorrerá ao lado de Pedro Cunha Lima.

Uma fala dura, que coloca o chefe do executivo estadual na parede e, nitidamente, constrange e diminui a liderança de João.

Pior ainda se saiu Adriano Galdino, presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, que foi igualmente claro: apoiará a candidatura de Efraim ao Senado quer ele seja ou não o senador de Azevêdo.

E disse mais: ainda que o deputado da União Brasil se integre a outro candidato ao Governo do Estado, ficará com João.

Ou seja, Galdino impõe sua decisão ao governador e não dá espaços sequer para que Azevêdo pondere sobre sua posição e se aceita tais termos.

Na história política da Paraíba, jamais se viu um governador, líder natural da condução política do seu grupo, tão fragilizado perante os próprios aliados. 

Postagem Anterior Próxima Postagem