header ads

Nova coluna de Alexandre Moura: "O MCTI e a Base Industrial de Defesa"


O MCTI e a Base Industrial de Defesa

Foi aberta pelo MCTI - Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, a chamada pública de financiamento para “projetos inovadores”, voltada à Base Industrial de Defesa (empresas que produzem equipamentos e/ou tecnologias voltados para o segmento de defesa). Os recursos, da ordem de R$ 120 milhões, serão geridos pela FINEP (empresa pública ligada ao MCTI) e tem origem no FNDCT - Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. O objetivo do edital, segundo informações do MCTI, “é buscar soberania tecnológica em áreas estratégicas como a de produtos de defesa, em parceria com o setor empresarial brasileiro”. Os pedidos de financiamento podem ser apresentados por empresas nacionais, de qualquer porte, individualmente ou em conjunto, com outras companhias. O foco deve ser nas seguintes áreas temáticas: Tecnologias de Defesa e Defesa Biológica, Nuclear, Química e Radiológica. 

O MCTI e a Base Industrial de Defesa (II)

Segundo ainda técnicos do MCTI/FINEP, essas duas áreas temáticas, “geram emprego, renda e desenvolvimento econômico e do ponto de vista das Forças Armadas e do MD – Ministério da Defesa, os produtos desenvolvidos se traduzirão em novas capacidades, maior autonomia tecnológica para o Brasil e fortalecimento de nossa soberania”. Além de incentivar a integração entre o MD, as Universidades e a indústria de defesa, fazendo com que a “tripla hélice se movimente”. Ou seja, é um processo importante para todos os atores deste estratégico segmento econômico. Os recursos, não reembolsáveis, estão distribuídos da seguinte forma: R$ 105 milhões para projetos de “Tecnologias de Defesa” e R$ 15 milhões para os projetos de “Defesa Biológica, Nuclear, Química e Radiológica”. As inscrições vão até o dia 19 de julho e mais informações estão disponíveis no endereçohttp://www.finep.gov.br/chamadas-publicas/chamadapublica/681.

2ª Edição do HUB-PB

As inscrições para a “2ª Edição do HUB PB - Programa de Pré-Aceleração para Startups” já estão abertas. O HUB PB é uma iniciativa do SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, do IEL - Instituto Euvaldo Lodi, Núcleo Regional na Paraíba e do SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - Departamento Regional da Paraíba. O objetivo principal é “promover o empreendedorismo inovador através das ações da pré-aceleração de negócios inovadores”. O Programa selecionará até 20 Startups para receberem capacitação nos empreendedores de forma conectada às mais recentes metodologias de desenvolvimento de negócios de alto impacto, além de atuar de forma integrada com o “Ecossistema Local de Tecnologia e Inovação”, através de eventos de networking. As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 24 de junho de 2022. O formulário eletrônico está disponível nos sites: https://www.fiepb.com.br/senai/ e www.sebraepb.com.br.

Tecnologia Israelense 

A crescente disseminação, em nível mundial, de Fake News (“notícias falsas”) e uso da Internet por criminosos, têm levado as empresas de TI (Tecnologia da Informação) a fazerem investimentos em P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) de soluções voltadas para minimizar este “problema”. Uma das tecnologias sendo utilizadas/desenvolvidas é a baseada em IA (Inteligência Artificial) que analisa as publicações na Internet e “critica” trechos das informações/noticias disponibilizadas, visando verificar a veracidade dos conteúdos sobre o tema sendo divulgado. Essa, por exemplo, é a abordagem técnica feita pela Startup israelense Voyager Labs (www.voyager-labs.com), especializada em uso de IA para equacionar questões de segurança pública e avaliações de risco. A Voyager Labs criou uma solução denominada de Voyager Analytics que na realidade é um algoritmo especifico, para uso nas investigações das “milhões de informações que circulam na Internet, diariamente”, ajudando na verificação de autenticidade da “fonte” que as postou. Interessante.  

_____________________________________________________

Engenheiro Eletrônico, MBAs em Software Business e Comércio Eletrônico, acionista da Light Infocon Tecnologia S/A, Diretor da LightBase Software Público Ltda, Conselheiro-Titular do SEBRAE-PB, VP da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado da Paraíba e Diretor de Relações Internacionais da BRAFIP.


Postagem Anterior Próxima Postagem