header ads

Alessandro Sousa: "Sem PCR e máscara, os eventos voltam a acontecer"


Os gestores em viagens podem enumerar razões para comemorar. Após períodos difíceis com a pandemia pelo mundo, as viagens voltaram e as restrições para turistas vão caindo. As flexibilizações do uso de mascadas em vôos em algumas companhias aéreas pelo mundo e a desobrigatoriedade do PCR são as mais recentes conquistas.

Aos poucos o mercado está voltando aos trilhos, com os EUA acabando com as restrições e a Europa se movimentando, sendo otimista, o internacional voltará. Muitas pessoas já viajam a Europa sem a exigência do PCR, o último a parar com tal exigência foi Portugal em meados de abril.

Uma das coisas que mais vem chamando a atenção para quem viajar pela Europa é o work from anywhere, até nos aeroportos com wifi grátis. Hoteleiros de Portugal, já comemoram os eventos pequenos de ultima hora, que já são constantes e nas ultimas semanas cresceram 35%.

Quanto à guerra, em vários países Europeus pouco se fala, a única preocupação é com a economia. A estratégia agora são os eventos, com isso, hotéis, locadoras, e vôos precisam rever tarifas, que no momento estão altíssimas. Muitos profissionais de turismo ainda não conseguem explicar o que está acontecendo com os preços, e a lei da demanda e da oferta ajuda muito a mudar esse cenário. Estamos vendo os preços de hotéis, passagens aéreas, locadoras de carros e alimentação aumentarem, mas a meu ver, isso é reflexo do estrago gerado pela pandemia e o fechamento de várias cidades pelo mundo.

Com menos protocolo, mais agilidade na retomada do setor, menos estresse e menos informações trucadas. Então, mãos a obra, apenas devemos ficar atentos para se programar com antecedência e sobre a exigência de máscaras; apenas mantenha seu kit na mala, sobre a exigência de vacina, alguns perguntam e outros apenas confiam em sua resposta.

Bons vôos!!!

Alessandro S. Farias – Há 23 anos agentes de viagens de DeltaTour CPV

Postagem Anterior Próxima Postagem